Revisitando o fenômeno negocial: a funcionalidade contratual e o meio ambiente

Bruno Ferraz Hazan, Luciana Costa Poli

Resumo


O trabalho faz uma releitura do contrato e procura traçar um perfil funcional e promocional do instituto, em busca de um desenho contratual que exprima a principiologia constitucional. O estudo do tema procurará demonstrar que o contrato não cabe mais em uma moldura individualista que procura a satisfação apenas de interesses das partes.  O modelo contratual que se propõe é aquele em que está presente também a preocupação com uma finalidade solidarista que orienta o ordenamento constitucional. O trabalho abordará de forma breve a evolução histórica do contrato e analisará as funções que deve desempenhar na contemporaneidade, em especial a função social. Nesse contexto, será examinada a dinamicidade da relação contratual que a conecta diretamente à sociedade e ao meio ambiente. Dessa forma, permeando a função social do contrato, defende-se a ideia de que o contrato é instrumento que deve espelhar os ideais solidaristas da ordem constitucional e que deve colaborar para o desenvolvimento sustentável.

Texto completo: PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Lex Humana está indexada em bases de dados, repositórios, diretórios, indexadores e portais, nacionais e internacionais, conforme a relação abaixo:

E-Revistas E-Revistas E-Revistas DiadorimLogotipo do Crossref CiteFactor Dialnet Logotipo do Crossref EZB JDB

Consulte também:

Sherpa/Romeo JSTOR Scielo Redalyc Academic Journals Database Logotipo do Crossref Philosophy Documentation Center
* Proquest@, Ulrich's Periodicals Directory@ e EBSCO@ são bases de acesso restrito.

Contadores estatísticos




Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License