A Eudemonologia de Schopenhauer: um resgate do modelo ético antigo e do estoicismo
PDF/A

Como Citar

de Lemos, A. G. (2020). A Eudemonologia de Schopenhauer: um resgate do modelo ético antigo e do estoicismo. Synesis (ISSN 1984-6754), 12(2), 1–22. Recuperado de http://seer.ucp.br/seer/index.php/synesis/article/view/2034

Resumo

O presente artigo tem como objeto de investigação a relação entre a teoria da felicidade de Schopenhauer, denominada por ele de Eudemonologia, e o modelo de reflexão presente em alguns clássicos da filosofia moral Antiga, tendo como objetivo demonstrar que as peculiaridades dessa proposta schopenhaueriana encontram correspondência na forma como ele vê a ética grega antiga, sobretudo na estoica. Para tanto, analisamos o modelo teórico metafísico de Schopenhauer em comparação com os textos da Eudemonologia. Investigamos também as relações desses textos com as discussões dos clássicos da filosofia grega por meio do conceito de “vulnerabilidade humana” e de elementos da ética estoica e mostramos como alguns elementos desta última é incorporada pela proposta do filósofo alemão.

PDF/A

Downloads

Não há dados estatísticos.