Montesquieu e a releitura da separação de poderes no Estado contemporâneo: elementos para uma abordagem crítica

Alexandre Douglas Zaidan Carvalho

Resumo


O trabalho tem como escopo investigar como se formou a clássica teoria
da separação dos poderes, desde suas raízes no pensamento político desenvolvido
na Antiguidade por Aristóteles, passando pela formulação da idéia de tripartição
das funções de poder do Estado em Montesquieu, de acordo com contextualização
histórica no Iluminismo francês, até sua consolidação como princípio jurídico
adotado nas constituições modernas como a francesa e a americana, e como as
constituições contemporâneas têm trabalhado a idéia de divisão do poder, para ao
final formar um prognóstico crítico acerca da debatida crise político-institucional no
Brasil e os seus reflexos no fenômeno denominado judicialização da política.

Palavras-chave


Montesquieu; Estado; poder

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Lex Humana está indexada em bases de dados, repositórios, diretórios, indexadores e portais, nacionais e internacionais, conforme a relação abaixo:

E-Revistas E-Revistas E-Revistas DiadorimLogotipo do Crossref CiteFactor Dialnet Logotipo do Crossref EZB JDB

Consulte também:

Sherpa/Romeo JSTOR Scielo Redalyc Academic Journals Database Logotipo do Crossref Philosophy Documentation Center
* Proquest@, Ulrich's Periodicals Directory@ e EBSCO@ são bases de acesso restrito.

Contadores estatísticos




Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial 3.0 Brasil License